Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Mostra Brasileira de Dança movimenta o Recife

13ª edição do evento conta com incentivo do Governo de Pernambuco, por meio do Funcultura

Rogerio Alves

Rogerio Alves

‘Breguetu’, do Grupo Experimental, volta aos palcos com a Mostra

Com informações da Assessoria

A Mostra Brasileira de Dança traz nesta 13° edição uma programação diversa, que contempla companhias, grupos, coletivos e artistas independentes de Pernambuco e de outros Estados do país. Buscando sempre ampliar as fronteiras e aproximar os agentes culturais de dança do Brasil, a MBD acontece entre os dias 29 de julho e 7 de agosto em espaços culturais do Recife, incluindo este ano o Centro Comunitário da Paz (Compaz), no Alto Santa Terezinha. A curadoria de espetáculos foi realizada a partir de inscrições e de uma seleção feita pela equipe curatorial, formada por Maria Paula Costa Rêgo, Ivana Moura e Ayrton Tenório. A Mostra conta com incentivo do Governo de Pernambuco, por meio do Funultura e com o apoio da Prefeitura do Recife e Cepe Editora.

Do interior de Pernambuco a programação conta os petrolinenses Qualquer um dos 2 Companhia de Dança e Coletivo Incomum. Do primeiro, o público poderá conferir o trabalho Onde ele anda é outro céu?, inspirado no conto O Homem Cadente, do escritor africano Mia Couto. O solo do bailarino André Vitor é uma fabulação contemporânea sobre um homem que decide buscar outros céus, outras realidades para si. Já Que Corpo é Esse?, do segundo grupo, questiona a ditadura dos padrões de beleza através da expressão corporal da bailarina Carol Andrade. Os dois trabalhos unem forças às companhias do Recife.

O Grupo Experimental, dirigido pela bailarina e coreógrafa Mônica Lira – homenageada desta edição da MBD -, apresenta três obras de seu repertório: Breguetu, Pontilhados e Zambo, sendo este último uma remontagem reunindo todo o elenco participante do espetáculo desde o primeiro formato, em 1997. Da capital pernambucana também marcam presença o Coletivo Lugar Comum, com Segunda Pele – montagem que coloca o corpo e suas memórias culturais, políticas em foco -, e o Grupo de Ballet Stúdio de Danças, com Epílogo. Na sexta-feira (05 de agosto) o Teatro Apolo recebe, às 19h, a Mostra de Coreografias Profissionais, uma noite de apresentação do Ballet da Cidade do Recife (Suíte La Bayadère) e das artistas Luciana Freire D’Anunciação (A pele da luz) e Gardênia Coleto (Dor de Pierrot – 80 aos pedaços).

Renata Pires

Renata Pires

Espetáculo ‘Segunda Pele’ estpa na programação

Outras Atividades de destaque

A 13° Mostra Brasileira de Dança conta ainda com espetáculos do Balé Teatro Guaíra (PR), Núcleo Viladança (BA) e uma Mostra voltada para os grupos em formação, além de uma Campanha Solidária para doação de artigos de dança aos alunos do Compaz e atividades pedagógicas. Entre os ministrantes das oficinas está Fábio Soares, integrante do Cavalo Marinho Estrela de Ouro e do Maracatu de Baque Solto Leão de Ouro, de Condado (PE), que estará à frente da oficina As danças do Maracatu Rural e Cavalo Marim na construção de um corpo. Todas as ações pedagógicas são gratuitas.

Serviço

13° Mostra Brasileira de Dança do Recife
De 29 de julho e 07 de agosto
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) | R$ 15,00 (meia-entrada) | R$ 10,00 (artistas e técnicos com a carteira do SATED/PE) | R$ 5,00 (artistas participantes do evento)
Formas de pagamento: Dinheiro, cartão de crédito e débito (visa, master e cielo).
Onde comprar: Call Center (81) 2626 2605 | Pelo site  | Na bilheteria dos teatros, conforme disponibilidade, 2 horas antes de cada sessão (excetuando o Teatro de Santa Isabel, cuja bilheteria abre das 9 às 12h e das 14 às 17h).
Programação completa e mais informações: www.mostrabrasileiradedanca.com.br
*Doação de artigos de dança para a campanha Adote uma Bailarina ou um Bailarino podem ser feitas em todos as casas de espetáculos que fazem parte da MBD.

< voltar para home