Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Fundarpe

Caruaru, Santa Cruz e Camaragibe na rota do projeto ‘Outras Palavras’

Dando continuidade a sua 5ª edição, iniciada em escolas públicas de Araçoiaba e Paulista, o projeto Outras Palavras, desenvolvido pela Secult-PE e Fundarpe, promoveu na manhã de terça-feira (18), em Santa Cruz do Capibaribe, palestra com o Patrimônio Vivo e mestre do artesanato pernambucano, Lula Vassoureiro.

O público presente, composto por estudantes e professores de 12 instituições de ensino, ouviu relatos da vasta experiência do artesão no seu processo de criação, que se tornou conhecido especialmente pela confecção de máscaras de Papangus para o tradicional Carnaval da cidade de Bezerros.

Foto: Jan Ribeiro

Foto: Jan Ribeiro

Lula Vassoureiro

Começando pela infância difícil, na qual herdou do pai, Zé Vassoureiro, a prática do artesanato como fonte de sobrevivência, além da comercialização de vassouras no município, Lula Vassoureiro expôs aprendizados que serviram de exemplo, principalmente aos mais jovens. “Eu quero dizer a vocês que com 6 anos de idade eu já era artesão. Nessas alturas, Jesus já tinha chamado o meu pai. Por causa das fôrmas dele, parece que eram quinze fôrmas, eu levei umas trinta ‘pisa’, porque pegava as fôrmas para aprender sozinho. Eu dizia: pai, já que não quer me colocar na escola, me ensine a sua profissão. E ele me dizia: jamais”, recordou Lula.

“Meu pai era muito amigo do finado Vitalino e saía de Bezerros para Caruaru, onde costumavam se encontrar. Quando meu pai faleceu, eu comecei devagarzinho a produzir minhas criações. Fazia bois de papel, cavalos, pessoas e, posteriormente, comecei a criar máscaras de Papangus, que de 1985 para cá se tornaram o símbolo do Carnaval da cidade”, comentou.

Foto: Jan Ribeiro

Foto: Jan Ribeiro

Os escritores Luiz Coutinho Dias Filho e Joseilson Ferreira, participando de roda de diálogo com a professora Emanuela Barbosa, durante o projeto Outras Palavras.

A palestra contou ainda com roda de diálogos entre os escritores Luiz Coutinho Dias Filho (vencedor do 3º Prêmio Pernambuco de Literatura) e Joseilson Ferreira (vencedor do 2º Prêmio Pernambuco de Literatura), tendo mediação da professora Emanuela Barbosa. “Espero que o projeto se repita por mais vezes na região, possibilitando a quebra de paradigmas com os estudantes, para que eles tenham uma visão diferente sobre a arte e a literatura dentro da escola através do contato com escritores. E dessa forma nós possamos incentivá-los a continuar também nesse caminho”, disse Joseilson sobre a sua participação no projeto.

Foto: Jan Ribeiro

Já em Caruaru, a sede da Gerência Regional de Educação recebeu, nesta quarta-feira (19), estudantes e professores de 14 instituições municipais e estaduais da cidade. Na roda de diálogos, a professora Emanuela Barbosa abordou a produção literária regional, contando com os escritores Carlos Gomes (ganhador do 3º Prêmio Pernambuco de Literatura) e Joseilson Ferreira.

 “Achei muito bom ouvir o que os estudantes traziam, apresentando aqui leituras e também foi um momento muito importante para nós escritores, de poder levar a palavra da gente e acrescentar as experiências trocadas durante o projeto”, comentou o escritor Carlos Gomes.

O projeto também contou com a apresentação especial da Banda Filarmônica Euterpina, de Nazaré da Mata. “Precisamos lutar por essa parceria que tanto vem enriquecendo o trabalho e o conhecimento dos nossos estudantes. Em Santa Cruz do Capibaribe foi um sucesso e aqui em Caruaru também está sendo. Vamos continuar disponíveis para que novas edições como essa aconteçam aqui no Agreste e os estudantes aproveitem ao máximo”,  disse a professora Bettjane Silva, diretora da Gerência Regional de Educação em Caruaru, que esteve presente na realização do projeto.

Foto: Jan Ribeiro

Foto: Jan Ribeiro

Banda Filarmônica Euterpina

“Para nós, o projeto Outras Palavras é a concretização de um grande sonho que todos nós que estamos na educação pública temos, que é transformar a nossa escola também em um ambiente onde a gente possa ter acesso à arte e à cultura”, disse Antonieta Trindade, vice-presidente da Fundarpe e idealizadora do projeto. “Essa integração que se dá através do projeto é especialmente uma ação de resistência, pelos vários retrocessos que estão sendo aprovados nacionalmente, que pretendem reduzir recursos para a educação e para a saúde e que, de fato, vão na contramão de tudo que a gente construiu na nossa luta, em especial na constituição de 1988. Ao contrário de retirar a disciplina de Artes do currículo do ensino médio, nós queremos levar a cultura e a arte para a escola”, concluiu Antonieta.

Em Camaragibe – O projeto Outras Palavras também fará parte na próxima sexta-feira (21), da primeira edição do FESTLETRAS, promovido na Escola de Referência Tito Pereira de Oliveira. A partir das 9h30, Antonieta Trindade estará participando de um bate-papo sobre literatura, acompanhada do escritor Rômulo César de Melo, vencedor do 1º Prêmio Pernambuco de Literatura, com a obra ‘Dois nós na gravata’.
A proposta do festival é proporcionar o contato da comunidade local com as escolas, fortalecendo os laços entre estudantes e sua realidade, através da produção artística e acadêmica.

Serviço: 
Projeto Outras Palavras no FESTLETRAS
Quando: sexta-feira, 21 de outubro
Horário: 9h30
Local: EREM Escola de Referência Tito Pereira de Oliveira (Estrada de Aldeia – Km 12, Araçá/Camaragibe)
Acesso gratuito

< voltar para home