Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Literatura

Cinco escritores vencem o 3º Prêmio Pernambuco de Literatura

No anúncio oficial do resultado, Secult-PE e Fundarpe também deflagraram o processo de construção coletiva do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas

Costa Neto / Secult-PE

Anúncio reuniu escritores, jornalistas e gestores públicos

Dois livros de poesia e três livros de contos foram os vencedores do 3º Prêmio Pernambuco de Literatura, iniciativa do Governo de Pernambuco, através da Secult-PE e Fundarpe, em parceria com a Cepe Editora. O anúncio aconteceu nesta quarta-feira (12), no Espaço Pasárgada.

O coordenador de Literatura da Secult-PE, Wellington de Melo, destacou que “o grande legado do Prêmio é fomentar cada vez mais a produção, estabelecer um calendário que incentive escritores de todo o estado a organizarem seus trabalhos, refletirem sobre suas obras e as submeterem à publicação”. Nesta edição, 164 autores de todo o estado participaram do processo. Para Ricardo Melo, diretor de produção e edição da Cepe, “esta parceria com a política cultural vai continuar e ser fortalecida nas próximas edições”.

Saudando os escritores e jornalistas presentes na ocasião, o secretário Marcelino Granja também reafirmou o compromisso com a continuidade da iniciativa que, contando com esta edição, já premiou 14 escritores de diversos municípios do estado. “Estamos reafirmando o papel da literatura como arte, como expressão fundante da própria alma do povo brasileiro. Nesta reestruturação do programa de governo para a Cultura, estamos prevendo a continuidade do Prêmio, inclusive com mais recursos”, confirmou o secretário.

Costa Neto/Secult-PE

Costa Neto/Secult-PE

Ao lado do secretário Marcelino Granja, os vencedores Carlos Gomes e Luiz Coutinho Dias Filho

Os vencedores
O livro êxodo, (grafado com letra minúscula e vírgula ao final), de Carlos Gomes, levou o prêmio principal, no valor de 20 mil reais. Pela primeira vez na história do Prêmio uma obra de poesia foi a grande vencedora. Carlos estava presente no momento do anúncio e, ainda emocionado, destacou que o livro é fruto de um processo de pesquisa que resultou em seu trabalho de conclusão do curso de Letras na UPFE.

Costa Neto/Secult-PE

Costa Neto/Secult-PE

O escritor Carlos Gomes, grande vencedor da 3ª edição do Prêmio

O escritor Luiz Coutinho Dias Filho, de Paudalho, compareceu ao anúncio e foi surpreendido com a notícia de que o seu Nós, Os Bichos – livro que reúne doze contos – também foi selecionado. “Não esperava esta premiação, faz pouco tempo que me dedico a escrever mais, algo que sempre gostei”, revela o autor.

Costa Neto/Secult-PE

Costa Neto/Secult-PE

Luiz Coutinho Dias Filho venceu com o livro “Nós, Os Bichos”

Outro destaque do resultado é que, também pela primeira vez, uma mulher escritora figura entre os premiados. É a contista recifense Rejane Paschoal, que apresentou o livro Manuscritos em Grafite.

Também foram vencedores o livro de poemas Watsu, de José Juva, e a obra Caninos Amarelados, do contista Mário Felipe Cavalcanti.

Os cinco vencedores receberão, cada um, 5 mil reais e a tiragem de 1000 exemplares de suas publicações. O grande vencedor terá, ainda, um incentivo extra de 15 mil reais.

Confira a lista:
- êxodo, – de Carlos Gomes (Poesia, grande vencedor do 3º Prêmio)
- Nós, Os Bichos – de Luiz Coutinho Dias Filhos (Conto)
- Manuscritos em Grafite – de Rejane Paschoal (Conto)
- Watsu – de José Juva (Poesia)
- Caninos Amarelados – de Mário Felipe Cavalcanti (Conto)

Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas
Com o objetivo de elaborar o Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (PELLLB), Marcelino Granja aproveitou a oportunidade para anunciar o início de diálogos com os agentes de todas as cadeias do setor. “Vamos deflagrar no dia 19 de agosto as primeiras escutas com escritores, livreiros, editores, bibliotecários e outros agentes da cadeia para esta construção coletiva”, anunciou.

O processo será coordenado pela Secult-PE e Fundarpe, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação, Cepe Editora e o Fórum Pernambucano em Defesa das Bibliotecas, Livro, Leitura e Literatura. “Queremos dar início, já no começo de 2016, ao processo de audiências públicas para formatação da proposta legal do Plano, que vai nos permitir ainda mais integração com outros órgãos e instituições, potencializando ações nesta área”, finalizou o secretário.

 

< voltar para home