Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Literatura

Grupo gestor lança texto que norteia o “Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas”

Documento traça um cronograma sobre todas as atividades e informações que compõem a história do PELLLB

Divulgação

Divulgação

Diversos agentes da cadeia do livro, leitura, literatura e bibliotecas participaram da elaboração do PELLLB

Com o objetivo de esclarecer os principais avanços e de traçar um cronograma sobre todas as atividades e informações que compõem a história do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas de Pernambuco (PELLLB), o Grupo Executivo de Trabalho (GE) responsável pela elaboração do Plano divulga, nesta quarta-feira (4), um artigo explicativo sobre o processo de construção do PELLLB. Clique aqui e acesse o artigo na íntegra.

A construção do documento demandou o esforço coletivo deste grupo de trabalho – composto por seis membros eleitos da sociedade civil, participantes do Fórum Pernambucano em Defesa das Bibliotecas, Livro, Leitura e Literatura (FPEBLLL), e por seis representantes do governo estadual, através das Secretarias de Educação (SEE-PE) e de Cultura (Secult-PE), da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe)  e da Universidade de Pernambuco (UPE). A regulamentação do GE se deu através da portaria nº 04/Secult-PE/SEE, de 6 de outubro de 2016.

“Vale destacar que, de 2016 até hoje, esse grupo de trabalho participou das escutas realizadas em todas as regiões do estado e organizou levantamentos e diagnósticos, seja a partir da leitura de documentos e leis já existentes, da sistematização do planejamento estratégico da Secult-PE, ou dos dados dos Encontros Estaduais de Bibliotecas Públicas, realizados em parceria com o FPEBLLL”, ressalta Silvana Meireles, secretária Executiva de Cultura.

De acordo com Roberto Azoubel, coordenador de Literatura da Secult-PE, esse artigo explicativo serve como uma espécie de cartografia para entender e balizar. “É importante que a sociedade civil, e os deputados estaduais que forem avaliar o Projeto de Lei, estejam inteirados e apropriados sobre todo o processo de construção do PELLLB/PE”, explica o gestor.

Divulgação

Divulgação

O grupo de trabalho se reuniu diversas vezes para elencar as principais dificuldades e apontar alternativas para superação desses casos no PELLLB

O coordenador de Literatura ressalta ainda que não há data para que o PL seja apreciado na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), “mas o grupo de trabalho está revisando o PL e dando os retoques finais no texto que será enviado à Alepe, esse é o próximo passo”.

Além da documentação pesquisada, foi realizado um amplo processo de escutas com a sociedade civil e realizado por meio de Diagnóstico Rápido Participativo (RDP), junto aos três elos da economia do livro: produtivo, criativo e mediador.

Outro avanço significativo foi o mapeamento realizado junto às bibliotecas públicas municipais, estaduais, escolares e comunitárias, nas 12 Regiões de Desenvolvimento do estado de Pernambuco, entre os anos de 2012 e 2017.

Para Cida Fernandez, representante do PEBLLL que integrou o GE, a contribuição que a sociedade civil deu na construção do plano está distribuída por todo o processo. “A partir de 2012, aconteceram escutas com a sociedade civil sobre a elaboração desse documento. Naquele ano, o Fórum participou das caravanas do Festival Pernambuco Nação Cultural nas 12 Regiões de Desenvolvimento Econômico do Estado”, conta Fernandez.

PELLLB/PE – O Plano é um instrumento de implantação e monitoramento da política setorial, que leva em consideração a importância de ações de incentivo à leitura e de formação de leitores como fator de cidadania e ferramenta para a conquista de melhores índices de desenvolvimento humano e social.

< voltar para home