Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

MÚSICA

Aninha Martins: “Pra quem gosta de boa música, Molho é um prato cheio”

Cantora indica ao cultura.PE o primeiro disco solo do músico, cantor e compositor Graxa

Gregório Rosa/divulgação

Foto: Gregório Rosa/Divulgação

A seção “Eu Indico” desta semana traz uma das mais emblemáticas vozes da nova geração de cantoras pernambucanas. Desta vez, é Aninha Martins quem recomenda e comenta uma obra de outro artista pernambucano. Com passagens por bandas como Sabiá Sensível e Malvados Azuis, a jovem intérprete imprime ao seu canto um tom cênico e visceral que vem impressionando crítica e público. Ela se prepara para gravar seu primeiro disco, ainda sem título e previsão de lançamento.

Aninha Martins revela ao Cultura.PE e aos internautas a sua indicação. É o disco “Molho”, do músico, cantor e compositor Graxa.

Flora Pimentel

E comenta:

Angelo Souza, mais conhecido como Graxa, lançou ano passado um dos melhores discos dos últimos tempos. Elogios não cabem a essa obra-prima. Todo gravado no “Quartinho de trás”, estúdio caseiro de Dmingus, o CD logo ganhou uma edição em vinil, prensado por uma galera da República Tcheca, o Media 4Music. Daí, foi conquistando espaço e ouvintes atentos, que se identificaram com sua poesia crua, cheia de verdade e beleza.

Canções como “Meu Deus, eu virei um garçom”, “Tendo no espelho saudades do meu cabelo”, “Tudo em volta de mim vira um vão” (essa ganhou uma versão gravada recentemente por Isaar) narram, de certa forma, o cotidiano e as memórias muitas vezes vividas no bairro onde ele mora, o Jiquiá. Como ele mesmo diz, depois que descobriram seu codinome lá no bairro, ‘o povo acha massa, mas sabe que a vida não é mole, não!’ (risos). Pra quem gosta de boa música, o Molho é um prato cheio. Se deliciem com essa pedrada!

Conheça um pouco do disco “Molho” (2013), de Graxa:

< voltar para home