Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

PATRIMÔNIO CULTURAL

Governo do Estado lança edital do 4º Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho

As inscrições vão até o dia 29 de março de 2019

A iniciativa distribuirá R$ 90 mil em prêmios

A iniciativa distribuirá R$ 90 mil em prêmios

O Governo do Estado lança o edital do 4º Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco. A iniciativa – que já premiou 12 ações ligadas à área de proteção, preservação, conservação, salvaguarda e outras formas de acautelamento do patrimônio cultural no Estado – distribuirá R$ 90 mil, em suas três categorias.

As  inscrições, que são gratuitas, começam nesta quarta-feira (26) e poderão ser realizadas até 29 de março de 2019, em formulário de inscrição próprio (anexos III e IV) protocolado presencialmente na sede da FUNDARPE (Rua da Aurora, nº 463/469, Boa Vista, Recife/PE – CEP 50050-000, no horário das 8h às 17h, ou postada pelos serviços dos Correios, via Sedex ou Aviso de Recebimento (AR).

Para a presidente da Fundarpe, Márcia Souto, “a premiação tem destacado a cada ano excelentes iniciativas na área de preservação, difusão e proteção do patrimônio do Estado, que é tão rico culturalmente, e tem como missão principal estimular a criação de novos projetos que contribuam para a valorização, proteção e salvaguarda do patrimônio cultural de Pernambuco”.

A secretária de Cultura, Antonieta Trindade, ressalta o contexto no qual se insere o Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho, que faz parte de uma série de prêmios para as artes, instituídos pela gestão de Cultura do Estado. “A valorização e preservação do nosso patrimônio cultural, que são metas desse prêmio, somam-se ao fortalecimento de linguagens como a literatura, com o Prêmio Hermilo Borba Filho, a dramaturgia e cultura popular, com o Prêmio Ariano Suassuna, a fotografia com o Prêmio Pernambuco de Fotografia e o teatro, com o Prêmio Pernalonga”, diz.

Poderão concorrer ao prêmio trabalhos individuais ou coletivos dos mais diversos segmentos da cultura (artes cênicas, artes visuais e fotografia, audiovisual, cultura popular, design e moda, música, gastronomia, povos tradicionais, arquitetura e urbanismo, entre outras), desde que tenham sido executados parcial ou integralmente no Estado.

Categorias
Criado em 2015 – com objetivo de reconhecer anualmente ações voltadas à preservação, sobretudo, da memória cultural do Estado, dos seus patrimônios culturais tangíveis (materiais) e intangíveis (imateriais), o prêmio está em sua quarta edição e destinará R$ 20 mil aos primeiros colocados de cada uma das categorias, e R$ 10 mil aos segundos colocados, totalizando R$ 90 mil em premiações. O edital está dividido em três categorias distintas: Formação (ações educativas), Promoção e Difusão (comunicação e mídia) e Acervos documentais e Memória Cultural.

Na área de Formação, poderão ser premiados projetos que foram exitosos nas ações de capacitação profissional e ações educacionais em ambientes formais e não formais, visando o aprimoramento e integração de diferentes públicos com as diferentes linguagens culturais (música, artes cênicas, artes visuais, audiovisual, literatura, gastronomia) articuladas na preservação de bens culturais do Estado.

Na categoria de Promoção e Difusão, poderão ter o reconhecimento projetos que desenvolveram jogos, aplicativos, portais virtuais, vídeos documentais, web séries, programas de rádio e podcast, periódicos, revistas impressas e virtuais que façam uso da música, artes cênicas, artes visuais, audiovisual, literatura, gastronomia como instrumento de preservação dos bens culturais do Estado. Na categoria de Acervos Documentais, premiara-se a produção, catalogação, conservação, restauração e exposição de acervos documentais, iconográficos, audiovisual e outros considerados fontes fundamentais de informação sobre patrimônio cultural material e imaterial.

Homenagem
Instituído por decreto, assinado pelo governador Paulo Câmara, em 17 de agosto de 2015, na ocasião de abertura da 8ª Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco, o prêmio faz uma homenagem ao engenheiro, professor, intelectual e gestor público Ayrton de Almeida Carvalho, em reconhecimento à enorme contribuição do seu trabalho na implantação da Superintendência do Iphan em Pernambuco e na atuação como professor na Universidade Federal de Pernambuco, formando profissionais que seguem com o legado de desenvolver práticas de preservação dos bens culturais materiais no Estado de Pernambuco.

Mais informações poderão ser obtidas de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h, pelos telefones (81) 3184-3061/3062/3068 ou pelo endereço eletrônico: premioaacarvalho@gmail.com.

EDITAL E ANEXOS
Edital 4º Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho
Anexo I – Deliberações da 3ª Conferência Estadual de Cultura
Anexo II – Decreto do Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho 
Anexo III – Formulário de Inscrição (Pessoa Física)
Anexo IV – Formulário de Inscrição (Pessoa Jurídica)
Anexo V – Declaração de Cessão de Direitos Patrimoniais
Anexo VI – Formulário de Recurso
Anexo VII – Recibo
Anexo VIII – Etiqueta para envelope

< voltar para home