Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Secretaria de Cultura

Pernambuco sedia reunião do Fórum de Secretários e Dirigentes de Cultura do Nordeste

Encontro reúne todos os Estados da Região e terá como um dos principais pontos a entrada das pautas da Cultura no Consórcio Nordeste

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

O Museu do Estado de Pernambuco abriga a programação do Fórum de Secretários e Dirigentes de Cultura do Nordeste

Pernambuco sedia, nesta nesta quinta (3) e sexta-feira (4), a reunião do Fórum dos Secretários e Dirigentes de Cultura do Nordeste. Estão presentes todos os secretários de Cultura da região, entre eles, a secretária de Cultura da Bahia, Arany Santana, que preside a entidade. O evento acontece no Museu do Estado de Pernambuco (Mepe). A partir de uma articulação da Secult-PE, o encontro contou ainda com convidados excepcionais de oito países, representados por seus consulados: Japão, França, Eslovênia, Malta, Britânico, EUA, Argentina e Alemanha (Instituto Goethe).

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

O secretário de Cultura de Pernambuco, Gilberto Freyre Neto, é o anfitrião do encontro

Após as boas-vindas do secretário de Cultura de Pernambuco, Gilberto Freyre Neto, a secretária de Cultura da Bahia, Arany Santana deu o tom do encontro: a união dos secretários do Nordeste em torno de objetivos em comum na política cultural. “Quero dirigir meu abraço ao corpo consular aqui presente por entender a importância da diplomacia cultural nesse espaço de resistência. Espero que os senhores saíam daqui esperançosos, assim como nós temos saído a cada encontro que temos. O Consórcio Nordeste é o mais inventivo arranjo federativo deste difícil momento que o país atravessa. É preciso muita imaginação para construirmos políticas públicas. E se querem cultura como alvo, terão cultura como flecha”, disse a gestora.

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

A secretária de Cultura da Bahia, Arany Santana, preside o Fórum de Secretários e Dirigentes de Cultura do Nordeste

O secretário de Pernambuco, Gilberto Freyre Neto, adiantou que o principal ponto a ser tratado no encontro será a discussão sobre a entrada das pautas da Cultura, que podem ser comuns a todos os Estados, no Consórcio Nordeste. “Com a existência do Consórcio Nordeste, há a oportunidade de se fazer cooperação entre os governos consorciados com instituições de países amigos interessados em comprar conosco. Isso coloca Recife numa em situação política e geografia estratégica, porque nós somos a centralidade dos consulados do Nordeste. Isso nos coloca numa posição ímpar de discutir políticas integradas, regional, com o corpo consular que se representa aqui e a governança do Consórcio Nordeste, que começou como um consórcio de compras mas está adquirindo uma condição de representatividade territorial e política interessante. O primeiro contato será nessa reunião, iniciando um diálogo. A partir daí, pretendemos criar estratégia única ou compartilhar estratégias dentro da própria estrutura de representatividade do Consórcio”, colocou o secretário.

A explanação sobre como surgiu, como vem atuando e de que forma o Consórcio pode atuar no campo da Cultura foi dada aos secretários presentes – e representações dos consulados – pelo secretário-executivo do Consórcio, Carlos Gabas.

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

O secretário-executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Gabas, relatou como as parcerias têm sido feitas nos Estados

Gabas explicou que vem realizando reunião com diversos fóruns, das diversas secretarias dos governos consorciados, e ressaltou que o objetivo do Consórcio é “fortalecer políticas públicas e promover um desenvolvimento sustentável para a região Nordeste”. Ele frisou ainda que a iniciativa se trata da possibilidade de trabalho em conjunto, de convergência de interesses. “O Consórcio não vai executar ações, mas intermediar arranjos, compartilhar novas práticas, estudar suas aplicabilidades para novas situações”, colocou.

O primeiro dia do evento contou ainda com palestras de Rainier Michael, cônsul da Eslovênia, e Vinícius Rego, executivo da consultoria Price Waterhouse Coopers (PWC). Eles comandaram uma palestra sobre o Instituto de Pesquisas Estratégicas em Relações Institucionais e Diplomacia (IPERID) e cenários econômicos nacionais e globais. Além disso, o encontro abriu espaço para falas de representações de todos os secretários presentes.

2ª parte - A tarde do primeiro dia da reunião contou também com a participação da coordenadora de Cultura da Unesco no Brasil, Isabel de Paula. Os secretários terão mais um momento de diálogo, após as falas dos consulados. O encerramento dos trabalhos, nesta quinta-feira (3), que é considerado o Dia da Unidade Alemã, será na cerimônia dos “30 anos da Queda do Muro de Berlim”. A celebração será no Museu das Cinco Pontas, no Forte das Cinco Pontas, a partir das 18h30.

Na sexta-feira (4), segundo dia do Fórum, entram na pauta informes e encaminhamentos sobre questões como: censura às artes e cultura, atuação da gestão de Cultura no Legislativo e programas federais como Cultura Viva e Ancine. Acompanhe a cobertura do evento: @culturape.

< voltar para home