Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

AUDIOVISUAL

16º FestCine é vitrine para a novíssima produção audiovisual pernambucana

Programação de 1º a 5 de dezembro traz mostras competitivas de curtas, seminário e oficinas

Cinema de todos os pernambucanos, o São Luiz vai se transformar novamente em vitrine e ponto de encontro da rica produção audiovisual do estado. De hoje (1º) até a próxima sexta (5), o 16º FestCine – Festival de Curtas de Pernambuco aporta no equipamento cultural com uma programação de 61 filmes que revelam a grande diversidade de temas, narrativas e estéticas do cinema feito hoje em Pernambuco.

Realizado pelo Governo do Estado (Secretaria de Cultura e Fundarpe), em parceria com a Prefeitura do Recife (Fundação de Cultura da Cidade do Recife), o festival vai prestar homenagem ao cineasta e militante cultural Lula Gonzaga, pioneiro do cinema de animação em Pernambuco; e à atriz Adriana Falangola (Dona Dindi), única atriz remanescente do Ciclo do Recife, feito na década 1920 por pioneiros do cinema, como o seu pai, Ugo Falangola, fundador da Pernambuco Filmes.

De acordo com Carla Francine, coordenadora de Audiovisual da Secult-PE, “dentre as 84 produções inscritas, os filmes selecionados para as mostras competitivas se destacam pela qualidade técnica e artística, desde os cineastas já consagrados até os realizadores que vão participar pela primeira vez de um festival”, observa.

Nesta edição do FestCine, 17 prêmios – que somam R$ 66 mil – estão em disputa nas categorias Mostra Competitiva Geral (animação, documentário, experimental, ficção e videoclipe) e Mostra Competitiva de Formação (documentário e ficção).

Para o secretário estadual de Cultura, Marcelo Canuto, “o FestCine encerra um ano de importantes conquistas para o audiovisual pernambucano. Simbólica também é sua realização no São Luiz, templo do nosso cinema que, nesta gestão, teve suas atividades asseguradas para as próximas gerações, com a garantia da modernização dos seus equipamentos. Esse festival é, portanto, um elo essencial da cadeia do cinema, pois estimula muitos profissionais, na fase inicial de suas carreiras, provocando a experimentação, a circulação de produtos, os bons debates e a troca de saberes”, comemora o secretário.

Entidades da sociedade civil no estado, como a Associação Brasileira de Documentaristas (ABD-PE/APECI), a Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA), a Federação Pernambucana de Cineclubes (FEPEC) e o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria do Cinema – Delegacia PE também são parceiras do Festival.

Oficinas Descentralizadas
A grade de formação cultural, que é sempre destaque no FestCine, esse ano foi descentralizada e vai chegar também ao bairro de Ouro Preto, em Olinda, com a oficina Documentando, de Marlon Meireles; e também no Centro de Atendimento Socioeducativo, em Jaboatão dos Guararapes, com a oficina de Iniciação ao Cineclubismo, que será ministrada por Mauro Lira e Shirley Hunther. Na Faculdade Joaquim Nabuco (Recife), serão ofertadas as oficinas de Animação, com Tiago Delácio, e de Crítica Cinematográfica, com André Dib, que também mediará os debates diários com os realizadores.

Cinema e Educação
Em parceria com a Faculdade Joaquim Nabuco e a Secretaria de Educação de Pernambuco, o FestCine vai promover também o seminário “Cinema e Educação: Uma reflexão sobre a aplicação da Lei Nº 13.006/2014″. O objetivo é discutir com professores de diversos municípios sobre a obrigatoriedade de exibição de filmes nacionais nas escolas, contribuindo assim para a formação cultural do povo brasileiro e para ainda mais avanços no setor do audiovisual.

Confira Programação Completa do 16º FestCine

Segunda-feira, 1º de dezembro

19h – Mostra Competitiva de Formação
Classificação indicativa: Livre

- “Biblioteca”, Direção Coletiva da Escola Inalda Spinelli” – Doc. – 3’45” – Livre
- “De Escola Carlos Alberto Gonçalves de Almeida / CASE Santa Luzia Para: Aracaju (Sergipe)”, de E.M.S.S., G.B., G.S.A., M.M.S. e P.B.S. – Doc. – 5’27” – Livre
- “Escola Popular de Cinema”, de Daniel Luiz e alunos do Cinema Di Nêgo, – Doc. – 11’ – Livre
- Tabu, Direção Coletiva Escola Fernando Mota – Doc. – 10’47” – Livre
- “Bicho de 7 Letras”, de Marcos Carvalho – Fic. – 15’ – Livre
- “Esperança”, de Marcos Carvalho – Fic.,14’- Livre
- “Frente ao mar”, Direção Coletiva – Estudantes da Escola Inalda Spinelli, – Fic. – 5’51” – Livre
- “O mistério do Carmo”, de Bruno Cabús e alunos da Oficina Animeco –Fic. – 3’47” -Livre

20h30 – Mostra Competitiva Geral
Classificação indicativa: Livre- “

- “Salu e Cavalo Marinho”, de Cecília da Fonte – Anim. -13’35” – Livre
- “Fim de Feira”, Direção coletiva – Anim. – 2’44” – Livre
- “O Gaivota”, de Raoni Assis – Anim. – 7’ – Livre
- “Encantada”, de Lia Letícia – Exp. – 11’15” – Livre
- “A Revolução dos bichos”, de Orlando Nascimento e Grilo – Exp. – 5’ – Livre
- “Kolossoi”,de  João Lucas, Pedro Andrade, Moema Pascoini, Ж – Exp. – 6’ – Livre
- “PANAPANÃ, de Iezu Kaeru – Exp. – 5’30” – Livre
- “História Natural”, de Júlio Cavani – Exp. -12’ – Livre
- “Monumento Estelita”, de Alexandre Salomão – Exp. -5’ – Livre
- “After Work Ganja”, de Pedro Bandeira – Clipe -4’40” – Livre
- “Anda a roda”, de Rodolfo Araújo – Clipe – 5’30” – Livre
- “Coreofilia Song”, de Grilo – Clipe – 4’45” – Livre
- “Fitinha da Conceição”, de Celso Costa – Clipe – 5’35” – Livre
- “Pra verdade estremecer”, de Gabriel Muniz – Clipe -4’42” – Livre
- “Vem que vem”, de Neco Tabosa, Raul Souza, Rapha Spencer e Rafael Cabral – Clipe – 3’30” – Livre


Terça-feira, 2 de dezembro

19h – Mostra Competitiva de Formação
Classificação indicativa: 14 anos

- “Viva o azul! Viva o encarnado!”, de Priscila Soares – Doc. – 18’ – 10 anos
- “Amentas”,de Juliana Gouveia Galvão – Doc. – 5’ – 12 anos
- “Mas, Maria Lúcia”, de Heitor Pereira – Fic. – 11’17” – 10 anos
- “Zumbie Food”, de Direção Coletiva Escola Padre Osmar Novaes – Fic. – 6’9” – 10 anos
- “Interno”, de Cleiton Costa – Fic. – 20’ – 10 anos
- “Lúcia”, de Karla Ferreira – Fic. – 9’29” – 14 anos

20h30 – Mostra Competitiva Geral
Classificação indicativa: 18 anos

- “Noisé”, de Chia Beloto – Anim. -10’24” – Livre
- “Pé de tambor”, Direção Coletiva – Anim. – 4’ – Livre
- “Instinto”, de Yngrid Soares – Anim. -1’20” – 12 anos
- “Canto de Outuno”, de André Antônio – Exp. – 13’ – 12 anos
- “Power Charques”, de Rafaela Cavalcanti, Fernanda Xavier e Sara Régia – Exp. -1’20” – 12 anos
- “A Felicidade não é deste mundo”, de Séphora Silva – Exp. -19’44” – Livre
- “Amor Objeto”, de Rayana França e Helena Ferreira – Exp. -1’6” – 18 anos
- “Xirê”, de Marcelo Pinheiro – Exp. – 16’17”- Livre
- “Tênue”, de Jean Santos – Clipe – 2’30” – 10 anos
- “Alma Sebosa”,de Giovanna Machline – Clipe – 5’ -12 anos
- “Arquitetura de Vertigem”, de Pedro Escobar e Pedro Vitor Ferraz – Clipe – 4’40” – 12 anos
- “Karma no Lixo”, de Jean Santos – Clipe – 3’45” – 12 anos
- “Sem Moderação”, de Rodrigo Barros – Clipe -4’25” – 12 anos
- “Insone”, de Camilla Lapa, Lorena Arouche e Guilherme Cavalcante – Clipe – 5’11” – 14 anos


Quarta-feira, 3 de dezembro

19h – Mostra Competitiva Geral
Classificação indicativa: Livre

- “IL Regista”, de Caio Sales – Fic. – 7’41” – Livre
- “Brócolis”, de Valentina Homem – Fic. – 12’50” – Livre
- “Manchik”, de Marcos Carvalho – Fic. – 15’ – Livre

20h – Mostra Competitiva Geral
Classificação indicativa: 16 anos

- “Urbanos”, de Alessandro Nilo – Fic – 15’ – 12 anos
- “Noites traiçoeiras”, de João Lucas – Fic. – 18’ – 14 anos
- “Loja de répteis”, de Pedro Severien – Fic. – 18’ – 14 anos
- “Stop Motion”, de André Pinto e Henrique Spencer – Fic. – 7’ – 12 anos
- “Um dia de veraneio”, de Henrique Paiva – Fic. – 20’ – 14 anos
- “Bárbara”, de Liana Cirne Lins – Fic. – 16’ 31” – 16 anos


Quinta-feira, 4 de dezembro

19h – Mostra Competitiva Geral
Classificação indicativa: Livre

- “Malassombros – Contos do além sertão”, de Djaelton Quirino – Doc. – 19’- Livre
- “O poeta americano”, de Lírio Ferreira – Doc. -10’ – Livre
- “O que se memora”, de Caio Dornelas e Ernesto Rodrigues – Doc. – 10’10” – Livre
- “Psiu!”, de Antônio Carrilho, codireção Juliana Lima – Doc. – 20’ – Livre

20h – Mostra Competitiva Geral
Classificação indicativa: 14 anos

- “De Profundis!”, de Isabela Cribari – Doc. – 20’ – 10 anos
- “Recife que pulsa”, de Marina Barbosa Manmood– Doc. -15”40” – 12 anos
- “Pequena área”, de Tiago Martins e Sebba Cavalcante – Doc -13’- Livre
- “Valéria Brail”, de Almir Guilhermino – Doc -13’ -12 anos
- “Avenida Presidente Kennedy”, de Adalberto Oliveira – Doc -16’11” – 14 anos


Sexta-feira, 5 de dezembro

16h – Mostra de filmes de Animação com Libras (Parceria com o Dia Internacional da Animação)
Classificação indicativa: Livre

17h – Mostra de Curtas com Audiodescrição (Parceria com o Dia Internacional da Animação e Festival Ver Ouvindo)
Classificação indicativa: Livre

20h – Cerimônia de Premiação
Homenagem a Adriana Falangola (Dona Didi) e Lula Gonzaga

Lula Gonzaga
Pioneiro do cinema de animação em Pernambuco, Lula Gonzaga possui uma longa carreira dentro da cadeia audiovisual, como arte-finalista, animador, assistente de produção, de cenografia e de direção. Seu trabalho autoral inclui sete curtas-metragens nas mais variadas bitolas: Super-8, 16mm, 35mm e em vídeo.

Iniciou sua trajetória no desenho animado em 1970, foi um dos realizadores do Ciclo do Super8 de Pernambuco e um dos primeiros associados da ABD (Associação Brasileira de Documentaristas). Fez especialização em cinema de animação na Zagreb Film / Croácia e Praga na República Tcheca (1982) e em Economia da Cultura pela UFRGS/Fundaj (2009).

Coordenou diversos projetos de oficinas e mostras itinerantes de animação por todo país em especial no norte e nordeste. Coordenou o espaço alternativo Cine Bajado, coordenou o I Encontro Nacional de Cinema de Animação de Olinda e a I Mostra Ibero Americana de Cinema de Animação de Olinda.

Atualmente atua com formação e difusão, produz filmes de animação, coordena o Ponto de Cultura Cinema de Animação, o Cine Anima Itinerante e realiza o Músicas Animadas, projeto de série para TV de músicas de Pontos de Cultura musicais.

Adriana Falangola (Dona Didi)
Única atriz remanescente do ciclo de cinema de 1920, Dona Didi, agora com 95 anos, é filha de Ugo Falangola, que chegou no Recife na década de 20 acompanhado do sócio J.Cambieri, cujas família foram dizimadas na I Guerra Mundial. Eles pretendiam ir ao Rio de Janeiro, mas o navio fez uma parada na cidade, onde acabaram se estabelecendo. Além da roupa do corpo, traziam consigo apenas equipamentos de cinema.

Adriana Falangola, ainda criança, participava, com apenas seis anos, das vinhetas de abertura e encerramento dos filmes da produtora do pai, batizada de Pernambuco Filmes, a primeira a ser fundada na cidade, em 1920. Testemunhou as filmagens dos clássicos daquela época.

Dona Didi participou de pelo menos quatro filmes, aos seis anos de idade: Veneza americana, Colégio Santa Margarida, Um passei a Tejipió e Recife no centenário da Confederação do Equador. Ela aprece na tela durante poucos segundos, mas as filmagens podiam durar horas, pois eram repetidas várias vezes para os cineastas usarem efeitos especiais posteriormente.

Depois de mais de 80 anos sem aparecer na tela, Dona Didi voltou a ser filmada com o curta-metragem Janela molhada (2010), de Marcos Enrique Lopes, que resgata as produções dos anos 20.


PROGRAMAÇÃO DE FORMAÇÃO CULTURAL

OFICINA DOCUMENTANDO
Ministrante: Marlom Meirelles – Diretor da Eixo Audiovisual, é realizador, fotógrafo e professor em projetos de iniciação em cinema.
Período: 24 a 28 de novembro
Horário: 9h às 12h
Local: Escola Estadual Santa Rosa, Ouro Preto – Olinda/PE.

OFICINA DE CINEMA DE ANIMAÇÃO
Ministrantes: Tiago Delácio – Jornalista, cineasta e produtor cultural com especialização em roteiro e documentário na Escuela Internacional de Cine y TV, de Santo Antonio de los Baños, Havana (Cuba), desenvolve seu trabalho no Ponto de Cultura Cinema de Animação, para a realização de oficinas de desenho animado, produção de videoclipes pernambucanos / Jonatas Campos – desenhista, animador e cartunista. Formado no Ponto de Cultura Cinema de Animação, foi responsável por dezenas de filmes entre eles “Igarassu”, “Mapinguari” e “Lia de Itamaracá” / Paulo Monteiro – Editor, músico e agente cultural. Formado também no Ponto de Cultura Cinema de Animação, há quatro anos realiza edição e montagem dos filmes em desenho animado produzido pelo Ponto.
Período: 1º a 5 de dezembro
Horário: 14 às 17h
Local: Faculdade Joaquim Nabuco – Av. Guararapes, 233, Centro – Recife/PE

OFICINA DE CINECLUBISMO
Ministrantes: Mauro Lira e Shirley Hunther – Assessores da Coordenadoria do Audiovisual da SECULT-PE/Fundarpe
Período: 18 a 20 de novembro
Horário: 9h às 12h
Local: Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Jaboatão dos Guararapes.

OFICINA DE CRÍTICA CINEMATOGRÁFICA
Ministrante: André Dib – André Dib é pesquisador, crítico de cinema e jornalista formado pela Universidade Federal de Pernambuco. Sua experiência inclui a cobertura de festivais brasileiros e estrangeiros. Tem textos publicados em diversos jornais, revistas e sites da internet. Realiza curadorias para mostras e consultorias para festivais de cinema, além de oficinas de iniciação em crítica de cinema. Membro da diretoria da Associação Brasileira dos Críticos de Cinema (Abraccine) e do Congresso Brasileiro de Cinema (CBC). Seu trabalho está reunido em www.revistacinerama.com.
Período: 01 a 05 de dezembro
Horário: 14 às 18h
Local: Faculdade Joaquim Nabuco – Av. Guararapes, 233, Centro – Recife/PE


SEMINÁRIO: “CINEMA E EDUCAÇÃO: UMA REFLEXÃO SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI Nº 13.006/2014″

Programação:
9h às 9h30 | Credenciamento
9h30 às 10h | Lei Nº 13.006/2014, andamento e aplicabilidade – Teca Carlos
10h às 12h | Como introduzir o cinema nacional nas escolas, tornando essa obrigatoriedade interessante para os alunos – Adriana Fresquet e Milene Gusmão
12h30 às 14h| Almoço
14h às 16h30 | Reflexões sobre os filmes: o que e como trabalhar os filmes com os alunos? Estudo de caso – Nielson Modro e Andréa Mota
16h30 às 17h30 | A experiência do cineclubismo nas escolas. – Yanara Galvão e Amanda Ramos
Parceria: Secretaria de Educação de Pernambuco e Secretaria de Educação do Município do Recife, Faculdade Joaquim Nabuco e Fundação Joaquim Nabuco.

Dia: 4 de dezembro 2014
Hora: 9h às 17h30.
Local: Faculdade Joaquim Nabuco – Av. Guararapes, 233 – Centro – Recife/PE. Campus Recife

Confira: SINOPSES DOS FILMES

< voltar para home