Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Literatura

Livros vencedores do II Prêmio Pernambuco de Literatura serão lançados na terça-feira (27)

O Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura e Fundarpe, em parceria com a Cepe – Companhia Editora de Pernambuco – lança os quatro livros vencedores da segunda edição do Prêmio Pernambuco de Literatura. O lançamento acontece no Museu do Estado (Mepe), na próxima terça-feira (27/01), a partir das 19h.

As obras vencedoras foram o romance Ascenção e queda, de Wander Shirukaya (Itambé, Zona da Mata), o livro de poemas Rinoceronte Dromedário, de Helder Herik (Garanhuns, Agreste), o romance Associação Robert Walser para sósias anônimos, de Tadeu Sarmento (Recife) e o livro de contos Dois nós na gravata, de Rômulo César Melo (Recife). “Acredito que, tanto eu quanto os demais vencedores, ganhamos um atestado de qualidade literária, algo que, com certeza, se não nos garante diretamente o sucesso, garante que tenhamos uma vitrine. Cabe a nós agora aproveitar a projeção da melhor maneira possível”, afirmou o escritor Wander Shirukaya.

Segundo o coordenador de Literatura da Secult-PE, Wellington de Melo, há uma grande expectativa em relação a esse lançamento, principalmente porque dois dos autores são estreantes e grandes promessas da cena literária. “Essa é uma etapa muito importante, pois é quando as obras finalmente cumprirão seu papel, de chegar ao público leitor. É quando os livros começam realmente suas histórias”, destaca.

POLÍTICA PARA LITERATURA – A interiorização é uma marca forte do Prêmio Pernambuco de Literatura, pois oferece a oportunidade de serem revelados não só escritores que estão produzindo a partir da Região Metropolitana do Recife, mas também nas demais regiões do estado. O secretário de Cultura Marcelino Granja destaca ainda a facilidade de inscrição no edital, que pede apenas quatro cópias do livro e alguns documentos, além do fato de que o prêmio atende a uma demanda da sociedade civil.

“É um edital de modelo desburocratizado, que surge a partir de uma demanda da Comissão Setorial de Literatura. Estamos com o terceiro prêmio em curso e a ideia é fortalecer não só a produção literária, mas também toda cadeia do livro e da leitura”, coloca o secretário.

Uma prova da importância do edital é o fato de um dos livros vencedores da primeira edição, Recife, No Hay (Delmo Montenegro), ter sido, logo após seu lançamento, finalista do Prêmio Jabuti, em 2014. Ou seja, embora com perfil de interiorização, o Prêmio Pernambuco de Literatura se firma como uma plataforma para projeção nacional da produção literária contemporânea do estado.

III EDIÇÃO – Com o objetivo de fomentar a produção literária em todas as macrorregiões de Pernambuco, o Prêmio Pernambuco de Literatura está com inscrições abertas para a sua terceira edição até o dia 27 de fevereiro de 2015. As categorias são: Conto, Poesia e Romance. Serão concedidos até 5 prêmios no valor de R$ 5 mil para os melhores títulos das macrorregiões e um prêmio especial de R$ 15 mil para um dos cinco finalistas, que será declarado o vencedor do Grande Prêmio.  O edital e os anexos estão disponíveis AQUI.

SOBRE OS LIVROS

Ascensão e queda (romance), Wander Shirukaya

O grande vencedor de 2014 é um romance que apresenta estrutura narrativa polifônica, com diversos narradores/personagens e uma temática não muito comum na ficção pernambucana, ao explorar um enredo memorialístico em torno das agruras e angústias existenciais de uma banda de rock diante do suicídio de seu líder e vocalista. Shirukaya demonstra grande domínio do universo da música e explora a linguagem própria desse grupo em uma narrativa ágil e permeada de referências à cultura pop.


Associação Robert Walser para Sósias anônimos (romance), Tadeu Sarmento

Narrativa inteligente, de quem se preocupa com a pesquisa de linguagens e de estrutura das formas literárias, este romance metalinguístico gira em torno de uma surreal associação formada por sósias e de uma cidade paraguaia criada sob os princípios da filosofia kantiana ameaçada por uma visita inesperada. Referências históricas e a inúmeros filósofos são as ferramentas usadas por Tadeu Sarmento para ludibriar o leitor e urdir uma construção engenhosa e contemporânea.

Rinoceronte dromedário (poesia), Helder Herik

Bons achados poéticos em um conjunto pleno de surpresas expressivas em busca de recuperar uma linguagem infantil, quase recriação, com neologismos e experimentos discursivos. Obra de autor voltado à pesquisa das formas não apenas linguísticas, mas igualmente dos aspectos sonoros e imagéticos em consonância com as categorias poundianas da melopeia e da fanopeia.

Dois nós na gravata (contos), Rômulo César Melo

O livro é composto de contos que ora remetem à tradição machadiana, ora se intercalam com experimentos de linguagem em técnica apurada, de temática centrada na crônica de costumes, abusando da ironia e da combinação de gêneros, como a presença de um tom ensaístico em alguns dos contos que compõem um conjunto consistente.

Serviço:
Lançamento dos livros vencedores do II Prêmio Pernambuco de Literatura
Dia: 27 de janeiro
Horário: A partir das 19h
Local: Museu do Estado de Pernambuco
Aberto ao Público

< voltar para home