Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

PATRIMÔNIO CULTURAL

O canal

A Constituição brasileira estabelece que o poder público, em todas as suas dimensões, com a cooperação da comunidade, deve promover e proteger o patrimônio cultural brasileiro, constituído pelos bens materiais e imateriais que se referem à identidade, à ação e à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira como: as formas de expressão; os modos de criar, fazer, viver; as criações científicas, artísticas e tecnológicas; as obras, objetos, documentos, edificações e demais espaços destinados às manifestações artístico-culturais; os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.

Esses bens materiais e imateriais que formam o patrimônio cultural brasileiro são, portanto, os modos específicos de criar e fazer (as descobertas e os processos genuínos na ciência, nas artes e na tecnologia); as construções referenciais e exemplares da tradição brasileira, incluindo bens imóveis (igrejas, casas, praças, conjuntos urbanos) e bens móveis (obras de arte ou artesanato); as criações imateriais como a literatura e a música; as expressões e os modos de viver, como a linguagem e os costumes; os locais dotados de expressivo valor para a história, a arqueologia, a paleontologia e a ciência em geral, assim como as paisagens e as áreas de proteção ecológica da fauna e da flora. Quando se preserva legalmente, e na prática, o patrimônio cultural, conserva-se a memória do que fomos e do que somos: a identidade da nação. Patrimônio, etimologicamente, significa “herança paterna” – na verdade, a riqueza comum que nós herdamos como cidadãos, e que se vai transmitindo de geração a geração.

Por sua vez, o patrimônio cultural de um estado é constituído pelos bens materiais e imateriais relacionados à identidade e à memória dos diferentes grupos que compõem a sua sociedade. Para o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Cultura (Secult-PE) e da Fundarpe, o reconhecimento, o fomento, a valorização e a salvaguarda do patrimônio cultural é uma ação estratégica para o desenvolvimento sustentável do estado.

A proposta da página de Patrimônio Cultural é aproximar a população dos seus patrimônios e estimulá-la a cuidar e reconhecer neles a devida importância para a preservação da história e da cultura do nosso povo. Por isso, estamos disponibilizando informações que servirão de ferramentas para a construção de um trabalho conjunto com a sociedade. Aqui, você vai encontrar conceitos que podem ajudar a entender, refletir e preservar o patrimônio, além de uma legislação específica sobre o tema. A página também oferece listagens sobre bens materiais protegidos pelo estado e bens imateriais registrados; patrimônios vivos de Pernambuco; etapas de tombamento; processos de tombamento concluídos; ações de educação patrimonial, além de um acervo em áudio, vídeo, foto e de livros e publicações acadêmicas sobre a temática do patrimônio cultural de Pernambuco.